Miga, até produtor de conteúdo digital precisa entender de monitoramento de mídias sociais

1280x720-1ww

A atividade de gestão de mídias sociais tem crescido em Belém. Empresas que eram reticentes com a sua entrada no digital agora estão se aventurando para criar sua rede de consumidores também nesse ambiente. É o caso, por exemplo, do Grupo Líder que entrou oficialmente nas redes sociais só agora. Esse cenário cria possibilidades para empresas e profissionais atuarem, assim como para se qualificarem na área.

De fato há uma adesão de empresas e absorção do mercado para essa mão de obra, contudo, ainda faltam profissionais com qualificações específicas para preencher essas vagas. Uma das necessidades latentes hoje é o profissional de social media que atue exclusivamente com monitoramento de mídias sociais ou que saiba onde essa disciplina afeta o seu trabalho e como guiar o job a partir dos dados obtidos com monitoramento.

A prova disso foram os resultados da pesquisa “Raio X do profissional de monitoramento“, traçada pela Junior Siri em parceria com a Media Education, Belém conta apenas com 3% de profissionais atuantes nessa disciplina..

O Monitoramento é importante no planejamento estratégico de comunicação e gestão de crise.

O monitoramento de mídias sociais mostra o rumo para onde a comunicação da empresa deve seguir. Ele identifica quais linguagens, cultura e canais onde o público-alvo está presente e essas informações são primordiais para tornar o conteúdo de uma empresa relevante.

Na gestão de crise ele também é fundamental. Basta olharmos para o que ocorreu com a estratégia de comunicação digital da Prefeitura de Belém. Um bom trabalho de monitoramento identificaria previamente se havia ou não rejeição ao tipo de linguagem usado pela página da prefeitura, uma vez que já houve tentativas similares no país.

Alo-prefeitura-de-Belem

Fatores para a existência de poucos profissionais em monitoramento.

Um dos fatores para que isso ocorra é a porta de entrada para oferecer o serviço de mídias sociais: o conteúdo.

Por ser algo que o cliente enxerga, o conteúdo acaba sendo o serviço carro -chefe para profissionais e empresas desbravarem as mídias sociais. O conteúdo pode ser produzido sem o investimento em ferramentas enquanto o trabalho de monitoramento fica prejudicado sem o auxílio de uma conta no Scup, Seekr, SocialBakers ou outras, principalmente quando se quer estar atento às interações da concorrência.

Por outro lado não há como escapar do monitoramento mesmo quando se quer trabalhar exclusivamente com conteúdo. Escolher as métricas certas e saber interpretá-las são ações fundamentais para o sucesso do conteúdo de uma marca. Por isso, o profissional precisa ter noção de métricas como alcance, downloads e cliques.

Como se qualificar?

Buscar qualificação em monitoramento é outro fator impeditivo. Cursos focados nessa disciplina são escassos mesmo para quem mora em São Paulo. Há mais opções que abordam várias disciplinas num único curso do que algo voltado apenas para monitoramento.

A quantidade de cursos é pequena, mas nem por isso você deve deixar de buscar esse conhecimento e se qualificar. Os blogs das ferramentas brasileiras estão cheios de informações para quem deseja inciar na área. Basta da uma olhada no blog da Social Figures, por exemplo, para encontrar material relevante. O blog Homem Groover também disponibiliza uma lista com vários e-books interessantes para você, é só clicar aqui e conhecer.

O Youtube também conta com vídeos importantes para aumentar a bagagem de informação. Destacamos essa entrevista com Eduardo Prange, CEO da Seekr, uma das ferramentas de monitoramento mais importantes do país.

 

 

Onde se qualificar?

Procurar conhecimento nas fontes gratuitas é um bom começo. Porém, estar preso somente a essa informação é como se alimentar só de fastfood. É preciso buscar a qualificação aprofundada em cursos, workshops, palestras e demais eventos.

Quem deseja aproveitar uma viagem para obter conhecimento pode participar de cursos presenciais exclusivos de monitoramento que duas escolas em São Paulo oferecem. Contudo, se não está podendo viajar, há em Belém o curso de monitoramento da Yesbil.

Durante o mês de julho a Yesbil estará com uma turma de férias para o curso de Monitoramento de Mídias Sociais. O curso terá duração de 24 horas e será voltado 100% na prática. Isso quer dizer que você verá como as ferramentas funcionam por dentro e como definir metodologias de pesquisa para social media. O curso será dado por Artur Araújo, profissional de comunicação digital com experiência em planejamento e execução de projetos de comunicação digital.

Quer se inscrever? Então clica na imagem!

 

curso-pratico-monitoramento-mdias sociais-camisa-nova

Deixe uma resposta